Doutorado No Canadá

11 May 2019 16:38
Tags

Back to list of posts

<h1>Inscri&ccedil;&otilde;es Abertas Pra Mestrado E Doutorado</h1>

<p>Imagine ganhar s&oacute; de b&ocirc;nus anual 16 vezes o teu sal&aacute;rio. Sim, &eacute; poss&iacute;vel. Pelo menos pra CEOs (Chief Executive Officer ou presidente executivo), que n&atilde;o t&ecirc;m um sal&aacute;rio mi&uacute;do, de grandes empresas, inclusive na RMC (Regi&atilde;o Metropolitana de Campinas). Os diretores, em m&eacute;dia, s&atilde;o capazes de receber com premia&ccedil;&atilde;o oito vezes o sal&aacute;rio.</p>

<p>Calma, podes ser “pior”. 2 milh&otilde;es. No Brasil, os sal&aacute;rios dos executivos s&atilde;o maiores, contudo os b&ocirc;nus s&atilde;o menores que os dos americanos. 90 1 mil por m&ecirc;s de sal&aacute;rio, al&eacute;m da participa&ccedil;&atilde;o nos resultados (b&ocirc;nus). A vida de altos executivos n&atilde;o &eacute; feita de cifras pequenas. Eles s&atilde;o muito cobrados em resultados e, muitas vezes, passam mais do seu tempo voando entre um pa&iacute;s e outro, em reuni&otilde;es estafantes e conectados full time. Contudo, as organiza&ccedil;&otilde;es que reconhecem neles a porta de entrada de lucro realizam de tudo pra fix&aacute;-los.</p>

<p>V&aacute;rias, colocam “algemas de ouro” para prender os executivos. As multinacionais assim como t&ecirc;m pol&iacute;ticas de incentivar a forma&ccedil;&atilde;o e o desenvolvimento profissional dos funcion&aacute;rios, com cursos e viagens. Os profissionais bem como t&ecirc;m vantagens de trabalhar em ambientes que priorizam a qualidade de exist&ecirc;ncia, a sa&uacute;de, a ergonomia. A cultura de explorar o profissional at&eacute; a &uacute;ltima gota de sangue est&aacute; ultrapassada. O executivo deve ter tempo para a fam&iacute;lia, o esporte, a exist&ecirc;ncia social, o hobby, a cultura. O equil&iacute;brio &eacute; a base de tudo, inclusive para o sucesso profissional.</p>

<ol>

<li>Um Hist&oacute;ria Obra-prima Ou T&eacute;dio Absoluto? de Tecnologia da Amaz&ocirc;nia</li>

<li>Autoavalia&ccedil;&atilde;o sobre isto posicionamento</li>

<li>Sloan School of Management zoom_out_map</li>

<li>Darden School of Business zoom_out_map</li>

treinamento.jpg

<li>1 VULNERABILIDADE DO EGRESSO: FATORES QUE CONTRIBUEM</li>

<li>Qual a conex&atilde;o entre a regi&atilde;o da cabe&ccedil;a onde se localiza a ang&uacute;stia e tua raz&atilde;o</li>

</ol>

<p>Assim como est&aacute; obsoleta a ideia de que o profissional tem que fazer hora extra. O consider&aacute;vel j&aacute; &eacute; o resultado. Diversas organiza&ccedil;&otilde;es d&atilde;o a oportunidade de o executivo trabalhar home office diversas vezes pela semana. Como Treinar O Ingl&ecirc;s Para o TOEFL E O IELTS? com a coach Paulette Alves Melo, consultora da FGV-IBE, os altos executivos na localidade de Campinas est&atilde;o nas ind&uacute;strias de metalmec&acirc;nica e de tecnologia.</p>

<p>Em S&atilde;o Paulo, os executivos est&atilde;o mais no setor financeiro. USP, UFSC E Veduca Lan&ccedil;am 1&ordm; MBA Online E Gratuito , os executivos ganham at&eacute; 30% a mais que os executivos da localidade. No entanto, segundo ela, h&aacute; muitos l&iacute;deres no interior que t&ecirc;m rendimentos alt&iacute;ssimos. “H&aacute; uma curiosidade sensacional desse universo. Os executivos de S&atilde;o Paulo gostam de ostentar.</p>

<p>No entanto os executivos do interior paulista s&atilde;o mais recatados e gostam de guardar, de acumular”, comenta Paulette. 90 1 mil por m&ecirc;s em sal&aacute;rio e mais os b&ocirc;nus, que chegam a dezesseis sal&aacute;rios por ano. Nem sempre desejamos cruzar com eles pelas ruas, em conclus&atilde;o, alguns andam em jatinhos. 1 milh&atilde;o por ano. 50 mil por m&ecirc;s, comenta Paulette.</p>

<p>Fornece para descrever nos dedos os profissionais que ganham sal&aacute;rios maiores que estes na localidade, todavia, para muita gente o que estes executivos recebem por m&ecirc;s equivale ao que ganham no ano todo. E, para novas pessoas, nem ao menos em 12 meses. 25 1 mil por m&ecirc;s de sal&aacute;rio, sem b&ocirc;nus anual, para seus diretores”, ressalta Paulette.</p>

<p>A coach alerta para a tend&ecirc;ncia de achatamento das organiza&ccedil;&otilde;es, que est&atilde;o ampliando a apoio e estreitando os cargos e sal&aacute;rios. “H&aacute; mais gente na m&eacute;dia ger&ecirc;ncia e menos na alta ger&ecirc;ncia”, avisa Paulette. Uma procura da consultora Carina Budin com 1.064 executivos da regi&atilde;o de Campinas indica a m&eacute;dia salarial para os gerentes e a tend&ecirc;ncia de migra&ccedil;&atilde;o para o interior. Mesmo do outro lado do mundo, Ren&ecirc; Marzag&atilde;o lembrou de doar flores para sua esposa no anivers&aacute;rio dela. Na Carolina do Norte (EUA), ao longo do coffee break de um treinamento da multinacional em que trabalha com professores de Harvard, Marzag&atilde;o ligou pra esposa, que tinha acabado de receber as flores, e deu muito obrigado.</p>

<p>“Foi um momento m&aacute;gico”, lembra o executivo, que engendrou uma a&ccedil;&atilde;o organizada, coordenando fuso hor&aacute;rio, agenda do evento e sensibilidade. Marzag&atilde;o tem 37 anos, tr&ecirc;s filhos e trabalha em Valinhos. Ele &eacute; diretor de finan&ccedil;as corporativas pra Am&eacute;rica do Sul da Eaton, uma empresa global de gerenciamento de energia. Trabalha uma m&eacute;dia de 9 a dez horas por dia, sendo que 25% a 40% do seu tempo passa em viagens a neg&oacute;cios na corpora&ccedil;&atilde;o.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License